Please reload

Posts Recentes

PGRS e Cadastro no SLU: Entenda a gestão de resíduos do seu estabelecimento

19 Aug 2018

1/5
Please reload

Posts Em Destaque

As Cores nos Interiores

Escolher as cores a serem utilizadas em um projeto de arquitetura, de interiores ou de reforma pode ser bem difícil. São infinitas as possibilidades e as combinações, mas é muito importante escolher bem, uma vez que as cores têm uma influência muito grande em como percebemos e nos sentimos no espaço.

 

Uma cor ou uma combinação de mais de uma podem causar conforto e tranquilidade, mas também podem causar inquietação e ansiedade. As cores podem auxiliar na produtividade do trabalho, ajudar a relaxar na hora de dormir, estimular a fome e o consumo e até aumentar ou diminuir a percepção de espaço de um ambiente, por isso é importante saber o que as cores transmitem, como combiná-las e onde aplicá-las.

 

Psicologia das cores

 

Como supracitado, as cores podem transmitir sensações diversas e, com isso, auxiliar ou atrapalhar a relação do usuário com um dado ambiente. Cores quentes como marrom e amarelo podem dar um maior aconchego ao espaço, mas também podem causar excitação e ansiedade, como é o caso da cor vermelha. Já as cores frias causam relaxamento e tranquilidade, no entanto, se não houver cuidado podem gerar melancolia e depressão.

Falemos então das sensações e onde devem ser utilizadas cada cor:

 

Cores Quentes

 

Vermelho: é uma cor estimulante, dinâmica e intensa, a mais quente que existe e, portanto, muito utilizada em marketing, pois chama atenção. Por essas características ela estimula o apetite e nossos impulsos, como o de comprar, por isso é muito utilizada em ambientes relacionados a esses impulsos e desejos, como lojas e fast-foods. Apesar de atrair os clientes, o vermelho pode causar desconforto a longo prazo e em demasia, pois aumenta a pressão arterial, o ritmo cardíaco e a respiração. Pode ser aplicado em ambientes de alimentação rápida, como na sala de jantar, mas deve ser evitado na cozinha, por exemplo, para não estimular a fome, principalmente em armários, ou nos quartos, onde é melhor o uso de cores mais calmas; mas também pode ativar a sexualidade e o amor no quarto de casal e restaurantes, se usado com bom senso. Também representa o perigo e é utilizada em placas de sinalização. Além disso, pode ser utilizado como destaque, em alguma peça do ambiente, como uma poltrona, ou almofadas.

 

 

Amarelo: também é uma cor quente e estimulante e, por isso, precisa de cuidados como o vermelho para não gerar estímulos exagerados, porém é mais relacionada a alegria e comunicação, logo, ideal para ambientes de convivência e lazer. Pode ser utilizada na cozinha em pontos em pequena quantidade por estimular o apetite, ou em tons mais claros, suavizando as sensações. O amarelo é utilizado também para iluminar um ambiente escuro e fechado. Estimula a criatividade e representa a juventude, assim, é bem vindo em ambientes de trabalho mais dinâmicos, melhorando o trabalho em equipe e a produtividade. Por outro lado, o amarelo mais saturado ou em excesso pode cansar a vista, com isso recomenda-se em estantes e prateleiras mais laterais em estabelecimentos. Assim como o vermelho é uma cor de destaque e pode ser aplicado em móveis específicos em um ambiente.

 

 

 Laranja: ligada à comunicação e ao intelecto, essa cor é bem aceita em ambientes em que se deseja uma interação social, como restaurantes, sala de estar, área de esporte, lazer e em escritórios de empresas. É necessário ter cuidado com seu excesso, por provocar discussões e conversa em demasia, ou então recomenda-se em tons mais suaves, causando maior conforto e acolhimento. Não é recomendado o uso do laranja em dormitórios, por ser uma cor estimulante. Em contrapartida, é bem vindo no comércio e na publicidade, despertando o consumo.

 

 

 Marrom: por ser a cor da madeira, nos remete ao natural e, portanto, traz a segurança e aconchego ao lar. É bem vindo em praticamente todo ambiente, principalmente em salas e áreas de lazer, comunicando com o ambiente externo. Em tons mais escuros transmite intimidade ou seriedade. Muito utilizado em pisos, móveis e alguns revestimentos de parede, pode trazer melancolia para o ambiente ou aumentar a performance em escritórios dependendo do tom.

 

 

 Rosa: Simboliza charme e ternura, é uma cor que pode transmitir afeto, podendo ser utilizado em quartos de casal ou infantis. Também pode ser uma cor harmoniosa e relaxante dependendo do tom. Pode trazer sofisticação e ousadia nos tons mais escuros em ambientes como salas.

 

 

Cores Frias

 

 Azul: é uma cor calmante, que transmite segurança e traz harmonia. O azul reduz o apetite e, portanto, não é muito recomendado para cozinhas, salas de jantar ou restaurantes. Entretanto, é muito utilizado em escritórios e empresas por trazer confiança, simpatia, respeito e concentração, sem ser agressiva ou invasiva. Além disso, o azul reduz as frequências cardíaca e respiratória, sendo ideal para ambientes de privacidade e tranquilidade, como dormitórios e salas de e