Please reload

Posts Recentes

Vistoria, inspeção, perícia e consultoria: qual você precisa?

13 Nov 2019

1/3
Please reload

Posts Em Destaque

Responsabilidade Compartilhada: A Questão do Vidro no Distrito Federal

                                                             

 

 O vidro é uma mistura fabricada pelo ser humano a partir da combinação de sílica e calcário. Essa mistura é proveniente da areia, matéria-prima barata e de fácil acesso. Dessa forma, levando em consideração apenas parâmetros meramente lucrativos, por qual motivo deveria haver empenho na utilização do vidro reciclado se é possível simplesmente fabricar um novo?

 

Esse questionamento gerou consequências, principalmente dentro do cenário do Distrito Federal, no que diz respeito à questão dos resíduos indiferenciados. O resíduo indiferenciado é, muitas vezes, tido como sinônimo de rejeito. Entretanto, trata-se de coisas diferentes.

 

O rejeito é aquele resíduo em que todas as possibilidades de reaproveitamento ou reciclagem foram esgotadas, isto é, essas alternativas são inviáveis para o resíduo. Exemplos de rejeitos: guardanapos sujos, papel higiênico, restos de varrição, restos de alimentos misturados com outros rejeitos que não podem ser direcionados para a compostagem, dentre outros.

 

O resíduo indiferenciado é resultante do recolhimento indiferenciado do resíduo doméstico ou de estabelecimentos comerciais que, após a triagem, tem a sua destinação final no aterro sanitário. Os rejeitos são resíduos indiferenciados, mas além dos rejeitos, dentro do grupo dos indiferenciados, também há materiais que podem ser reciclados, mas não o são pela dificuldade ou inexistência de locais capazes de reaproveitar ou reciclar esses materiais. Exemplo: determinadas caixinhas de suco (feitas de dois ou mais materiais), embalagens de